Sabe quando, depois de visitar uma loja virtual, você sai para navegar pela internet e as propagandas daquela loja te “perseguem” por onde quer que você esteja?

Pois é, isso é remarketing! 🙂

Mas como funciona o remarketing?

Toda vez que você acessa uma loja virtual que configurou esse tipo de anúncio, o site “salva” em seu computador um pequeno pedaço de código, chamado cookie. Ele serve para sinalizar que você esteve em determinada página ou se interessou por determinado produto ou marca.

Através da interpretação desse cookie as ferramentas de ads apresentam para você os mesmos produtos ou marcas vistos antes, uma vez que, como você se interessou por isso uma vez, a chance sua de realizar uma compra ou de interagir mais com esse conteúdo é bem maior do que de uma pessoa que nunca passou por isso.

Traduzindo as expressões, targeting significa mirar ou apontar um alvo (nesse caso, você), logicamente quando tratamos de retargeting o termo significa “reapontar” para este mesmo alvo.

Já marketing, nesse contexto, significa oferecer os produtos através da internet.

Unindo as duas expressões, temos o RETARGETING ou REMARKETING que podemos resumir como impactar novamente um cliente em potencial oferecendo a ele, mais de uma vez, o mesmo produto.

 

O remarketing é uma poderosa ferramenta que está presente tanto no Facebook Ads quanto no Google Ads. Ele também é aplicado por empresas de rede de display, como a Criteo por exemplo.

 

Qual a vantagem desse tipo de anúncio?

De acordo com pesquisas, em média, menos de 2% dos visitantes de um e-commerce toma a decisão de compra no primeiro contato com seu produto, então o remarketing faz com que o cliente retorne a sua loja virtual, aumentando as chances de conversão.

Você entrega para os usuários anúncios de produtos que ele já conhece e que está subjetivamente mais familiarizado.

Separei abaixo, alguns números para mostrar que essa é uma boa ótima estratégia:

  • Dados do eMarketer afirmam que 30% dos consumidores reagem positivamente em relação à campanhas de remarketing enquanto apenas 11% têm uma má impressão a seu respeito. A maior parcela das pessoas, 59% tem uma relação neutra com esse tipo de anúncio.
  • Entre os principais objetivos para o uso de remarketing estão o aumento e na aquisição de novos consumidores, além de aumentar o engajamento no site (16%) e 12% para aumentar o brand equity.
  • É 70% mais provável converter visitantes de sites que são alvos de campanhas de remarketing.
  • A taxa média de cliques em anúncios comuns é de 0,07% contra a média de cliques de campanha de remarketing que chegam a 0,7%.
  • O remarketing pode aumentar o alcance de um anúncio em 400%.
  • 25% dos consumidores online gostam do remarketing justamente porque é uma boa maneira de lembrar dos produtos que eles estavam olhando anteriormente.

 

A estratégia de remarketing serve em todas as situações?

Não. Para utilizar o remarketing sua empresa precisa ter um bom fluxo de tráfego (pessoas acessando) em sua loja virtual. Se seu e-commerce tem poucos acessos, você terá poucas pessoas para “re impactar” tornando a estratégia vazia e mais cara (uma vez que sua verba será toda gasta em uma quantidade pequena de clientes).

Ou seja, se você está começando agora, o caminho é investir em anúncios mais amplos, aumentar os acessos, formar uma base de clientes e então começar a impacta-los também via remarketing.

E aí, o que você achou?

Precisa de ajuda?  A Dzaine.net pode te ajudar! Entre em contato através do site ou e-mail.
Boas vendas! 🙂